quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Globo Cidadania une Globo Educação, Ciência, Ecologia, Universidade e o Ação

Anunciado no final de março e parte das novidades na programação de 2011 da Globo, o Globo Cidadania - que é a aglutinação dos Globo Educação, Ciência, Ecologia, Universidade e o Ação - é concretizado.

A partir do dia 3 de setembro os cinco programas de responsabilidade social da Rede Globo estarão reunidos sob a apresentação de Serginho Groisman no Globo Cidadania.

Aos sábados, entre as 06h05 e 08h05, as discussões acerca de temas como responsabilidade social, compromisso com a difusão do conhecimento e mobilização de brasileiros de todas as regiões do país.

Na estreia:
“Quem não cola, não sai da escola?” é o tema do Globo Educação às 06h05. A jornalista Helena Lara Resende irá às escolas para verificar se novas formas de avaliação podem solucionar o problema da “cola” entre alunos. Professores contarão suas experiências e os métodos usados por algumas escolas para evitar a prática. Também serão exibidos depoimentos de estudantes sobre o assunto.

Globo Ciência, às 06h25, falará sobre a revolução da linguística, contando a história de dois estudiosos que se especializaram neste assunto e revolucionaram a área: o filósofo suíço Ferdinand de Saussure e o psicólogo americano Burrhus Frederic Skinner. Diretamente do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, Alexandre Henderson mostra um pouco da língua falada no Brasil, de seus aspectos e curiosidades.

Quais são as perspectivas para o futuro das florestas? É o que Max Fercondini mostra no Globo Ecologia, a partir das 06h50, ouvindo a opinião de pesquisadores, especialistas em clima, governo e economistas para saber o que podemos esperar para os próximos 50 e 100 anos e o que precisa ser feito para garantir a conservação e a recuperação das nossas florestas.

O Globo Universidade, às 07h15, Paulo Mário Martins e Lizandra Trindade foram até o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) de São José dos Campos e de Cachoeira Paulista, cidades do interior de São Paulo, para mostrar como acontece o desenvolvimento de satélites espaciais. No quadro “Mérito Acadêmico”, um professor explicará o fenômeno conhecido como “Ilhas de Calor”. Já no “Fora de Série”, será mostrado o trabalho de alguns satélites para mensurar a quantidade de gases liberados na atmosfera durante uma queimada. No quadro “Eu Amo meu trabalho”, o destaque será para a profissão de meteorologistas, que produzem os boletins de previsão do tempo. E para encerrar o programa, uma matéria sobre o Centro de Controle de Satélites, de onde especialistas do INPE controlam os que monitoram a Terra.

Às 07h40, o Ação mostra as diversidades sociais e culturais de quem vive próximo ao Rio São Francisco, além de apresentar as diferentes paisagens em seu entorno. A equipe viajou pelas águas do “Velho Chico”, reconhecido como o rio da integração nacional. Segundo maior rio do Brasil, ele nasce em Minas Gerais, percorre quase três mil quilômetros e atravessa cinco estados, entre Alagoas e Sergipe, antes de encontrar o mar. Júlia Bandeira apresenta no programa o rio que é um grande celeiro de energia elétrica produzida nas usinas implantadas em seu leito. Mariana Salerno também apresenta o programa.

No mesmo dia 3, estreia na internet o Portal Globo Cidadania, que terá o conteúdo dos cinco programas na íntegra, além de conteúdo produzido exclusivamente para a internet, e servirá como um espaço para debater e repercutir os temas apresentados no programa.

O Globo Cidadania tem direção de Mauricio Yared e coordenação de Beatriz Azeredo, diretora de Responsabilidade Social e Relações Públicas da Central Globo de Comunicação (CGCOM).

Globo Cidadania estreia dia 3 de setembro.
Vai aos sábados das 06h05 às 08h05.
Programa exibido com Closed Caption e classificação indicativa: livre.
Reapresentação nos canais Futura e Globo News.


Fonte: Diretoria de Comunicação Transmídia - CGCOM




blog comments powered by Disqus