segunda-feira, 4 de abril de 2011

Amor e Revolução é a nova novela do SBT

Estreia nesta terça-feira, dia 05, às 22h15, a nova novela do SBT Amor e Revolução.

A trama tem início com a Revolução de 1964 e perpassa pelo período mais obscuro da ditadura militar, os chamados anos de chumbo.

Amor e Revolução tem como protagonistas José Guerra interpretado por Claudio Lins e Graziela Schmitt no papel de Maria Paixão. À primeira vista, o amor entre os dois é impossível, pois Maria é líder do movimento estudantil e vai para a luta armada, e José é um militar da Inteligência, contra a ditadura, democrata, mas filho do general linha dura Lobo Guerra (Reinaldo Gonzaga).

A história da luta armada pelos ideais da democracia e liberdade no Brasil é coprotagonizada por Batistelli (Licurgo Spínola) e Jandira (Lúcia Veríssimo), um casal de subversivos perseguidos pela repressão desde o primeiro momento do golpe.



Desrespeito aos direitos humanos e abuso de poder por parte do delegado Aranha (Jayme Periard), do inspetor Fritz (Ernando Tiago) e de outros militares. A luta pela liberdade de expressão por meio da arte e da imprensa, a desagregação de famílias, a força de estudantes engajados que defendem a igualdade social no país e as atrocidades cometidas contra os presos políticos, são evidenciados na trama.

Depoimentos emocionantes e dramáticos de personagens reais como José Dirceu, Waldir Pires, Rose Nogueira, Denise Santana Fon, Antonio Carlos Fon, Maria Amélia Almeida Teles, Carlos Eugênio Paz, Luiz Carlos Prestes Filho, Ana Bursztyn, que sofreram perseguições e torturas durante o regime ditatorial, são exibidos ao final de cada capítulo de Amor e Revolução.

Ambientada no Rio de Janeiro e em São Paulo, as gravações são feitas em estúdios na cidade cenográfica do CDT Anhanguera, além de locações externas com paisagens bucólicas e espaços históricos da cidade de São Paulo.



O elenco tem 35 atores fixos, entre eles: Thiago Paixão (Mario Cardoso) e Lúcia Paixão (Fátima Freire) pais de Maria, e João Paixão (Paulo Leal) irmão de Maria. Ana Guerra (Glauce Graieb) é mãe de José, e Filinto Guerra (Nico Puig) é irmão. Feliciana (Nicole Puzzi) é a governanta da cada da família Guerra. Alice Fiel (Thaynara Bergamin) e Lara Fiel (Bruna Carvalho) também moram na casa dos Guerra.
Mário Luz (Gustavo Haddad), Chico Duarte (Carlos Artur Thiré), Stela Lira (Joana Limaverde), Nina Madeira (Patrícia Dejesus), Miriam Santos (Thaís Pacholek) e Beto Grande (Cacá Rosset) fazem parte do núcleo do teatro.
Jeová (Lui Mendes) é um carcereiro que demonstra humanidade com os presos políticos.
No núcleo do quartel: Tenente Telmo (Fabio Villa Verde), Coronel Santos (Ivan de Almeida) e Doutor Ruy (Antônio Petrin). Parte da guerrilha: Bete (Natália Vidal), Marta (Dani Moreno), Heloisa (Natasha Haydt), Luís (Élcio Monteze), Bartolomeu (Fábio Rhoden), Davi (Tiago Abravanel) e Edith (Aimée Ubaker).
Marina Campobelo (Giselle Tigre) e Dra. Marcela (Luciana Vendramini) são do núcleo do jornal. Inácio (Pedro Lemos) e Bento (Diogo Savala Picchi) são padres.
A novela conta ainda com a participação especial de Claudio Cavalcanti como Geraldo, Mario Borges como Coronel Demóstenes, Patricia de Sabrit é Olivia Guerra, Marcos Breda como o revolucionário Carlo Fiel, Gabriela Alves interpreta Odete Fiel, e Rogério Marcico é Augusto.



Amor e Revolução é do autor Tiago Santiago, tem colaboração de Renata Dias Gomes e Miguel Paiva, e direção geral de Reynaldo Boury.


Amor e Revolução estreia terça-feira, dia 05, às 22h15.
Vai ao ar de segunda a sexta-feira após o Programa do Ratinho.
Exibida em alta definição (HD) e classificação indicativa: 14 anos.

Acesse o site da novela e siga o Twitter.


Fonte: Assessoria de Comunicação do SBT




blog comments powered by Disqus