terça-feira, 12 de abril de 2011

Algumas diferenças entre a Record Litoral e Record Interior

A Rede Record inaugurou hoje novas instalações em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

O novo prédio tem três mil metros de área construída e sendo 400 metros quadrados ocupado por uma “newsroom” usada para ancorar os telejornais, além é claro de equipamentos e câmeras de última geração.


Investimentos que se contrapõe e muito com a estrutura da Record no litoral de São Paulo.

Por aqui, a edição local do SP Record desde a segunda quinzena de fevereiro passou a ser ancorada por um único apresentador. Antes, dividiam a bancada Vanesca Leite e Carlos Lopez. Agora, Carlos Lopez apresenta o telejornal em pé e sem bancada.
O telejornal local antes contava também com três câmeras no estúdio, hoje é apenas uma, e pior, um único ângulo o noticiário inteiro.

Além disso, as edições locais do Esporte Record e do recém-criado Tudo a Ver sairam do ar.

Talvez seja o caso da Record olhar um pouco mais pela região da Baixada Santista, que engloba nove municípios e mais de um milhão e meio de pessoas.

E essa falta de investimentos da Record não é exclusiva do Litoral Paulista, tem lugares com situação bem “pior”, com certeza é o caso de comemorar menos e trabalhar mais.


O espaço está aberto caso a emissora queira se pronunciar




blog comments powered by Disqus