terça-feira, 29 de março de 2011

Senado Federal lança aplicativo para iPhone

O Senado Federal vem se empenhando para informar sobre suas ações e ficar cada vez mais próximo do cidadão.

Além da cobertura externa das emissoras de TV, rádio, jornais e revistas... Há anos existe a TV Senado, a Rádio Senado, o Jornal do Senado e o site na internet.

Um dos meios mais atuais e abrangentes são os meios digitais, os quais tem recebido intensa atenção por parte da Secretaria de Comunicação Social.

No segundo semestre do ano passado o Senado ganhou um novo site, mais dinâmico e acessível, prezando cada vez mais pela transparência e acesso à informação. Junto ao novo site, até um blog foi criado – o Blog do Senado. O Senado Online, a newsletter, também foi reformulado.

O cidadão encontra ainda à disposição o Alô Senado, onde pode se manifestar através de um telefone 0800, fax, carta ou pelo formulário no site.

Perfis no Twitter @Agencia_Senado, @tvsenado e @RadioSenado também disseminam as informações e são um canal de comunicação com o cidadão.

A Agência Senado ainda está no Facebook e Flickr, e seu site tem versão compativel com dispositivo móvel.

Nesta terça-feira, 29 de março, na Sala de Audiências da Presidência, uma novidade está sendo lançada, o Aplicativo do Senado Federal para iPhone, iPad e iPod (iOS 4.1 ou superior).

O aplicativo pode ser encontrado na App Store da Apple pelo termo “Senado_Federal” ou pelo link.



No aplicativo há o perfil de cada um dos 81 senadores incluindo endereço, telefone e email, que podem ser acessados por Estado, por Nome ou por Partido.

Também está disponível a agenda de trabalho do dia na Casa, incluindo as sessões plenárias e as comissões.

Todas as informações produzidas pela Agência Senado também estão acessíveis por meio do aplicativo.

Em breve versões para Android e Blackberry serão lançadas. Está em desenvolvimento também um aplicativo específico para iPad, que permitirá acesso ao Jornal do Senado, assistir a vídeos da TV e escutar a Rádio.




blog comments powered by Disqus