sexta-feira, 18 de março de 2011

Rede Globo coíbe citação de redes sociais em anúncios

No início da semana, a Rede Globo, por meio do seu departamento comercial - Direção Geral de Comercialização (DGC) -, informou suas emissoras afiliadas sobre a criação de regras específicas para menção de redes sociais em anúncios veiculados na emissora.

De acordo com o comunicado, tanto a emissora (matriz) quando as afiliadas devem cobrar em duplicidade por material publicitário que vá ao ar com referência clara, endereço eletrônico ou logo de redes sociais.

Comunicado:
"Comunicamos que por decisão da DGC, a citação nominal do endereçamento eletrônico das redes sociais em mensagens publicitárias, deverá ser cobrada a multiplicidade. Não havendo nome e/ou logotipo, não será passível de cobrança: Ex.: @nomedaempresa.
Para facilitar a visualização, anexo enviamos a relação dos ícones que representam as principais redes sociais
"

Tecnicamente, essa determinação proíbe ou pelo menos evita que anunciantes usem os comerciais para fortalecer canais de comunicação [talvez mais usados mesmo é para marketing] tão atuais.

A imposição até permite que seja usado um "@nomedaempresa", que pra quem é usuário do Twitter sabe claramente que se trata de um direcionamento na rede em questão. Mas, no caso do Facebook, por exemplo, é necessária a inserção do link "http://www.facebook.com/nomedaempresa", e, nesse caso é cobrado. Se for um canal no YouTube, também impossibilita a citação sem o pagamento adicional.

É curioso, pois a própria emissora tem mergulhado de cabeça nas redes sociais, para tal até passou a incluir seu Twitter (@rede_globo) em seus anúncios institucionais e de divulgação de programas em mídia impressa, como jornais e revistas. Será que existe reciprocidade quando a emissora anuncia nesses veículos?




blog comments powered by Disqus