terça-feira, 14 de abril de 2009

CQC - Derrapa no Ibope, no gosto popular e de críticos de TV


O CQC - Custe o Que Custar -, exibido na TV Band, que fechou a sua primeira temporada com média de quatro pontos no Ibope e começou a segunda temporada com dois pontos acima, o que vinha causando alvoroço e animação, volta a cair.

Média da primeira temporada = 4 pontos.

Segunda temporada: 09/03 - 06 pontos; 16/03 - 06 pontos; 23/03 - 05 pontos; 30/03 - 05 pontos; 06/04 - 04 pontos e ontem (13) fechou com também 04 pontos. (Dados Ibope Media Worstation GSP)

Não posso fazer críticas ou juízo de valor, uma vez que NÃO assisto o tal programa.

Pelo que acompanho sobre TV, dizem que há falta criatividade e há excesso de comerciais. Dizem até que já estão pensando em comercializar o logo da própria Band.

Fico pensando quais números serão apresentados aos anunciantes diante dessa queda notável.

Até já sei qual será à solução, terão que inventar outra "briga" entre os integrantes. Ah não, acho que essas táticas pífias que são, também, o motivo de queda no Ibope da atração.

Opiniões à parte, a queda é visível, já está na hora de tirar esses óculos escuros e pegar uma lupa, não é Marcelo Tas.


Enquanto isso... na Rede TV!... o "Pânico na TV" bate recordes de audiência, nesse último domingo chegou a dar 11 pontos, e encostar no primeiro lugar.

Não que a comparação seja justa com o "Pânico na TV", uma vez que eles tem 5 anos de estrada e o CQC alguns meses.




Programação 2009 da TV Globo começa tropeçando


A Rede Globo anunciou anteontem (12), durante o Domingão do Faustão, a sua "nova" programação de 2009. Confira os vídeos institucionais de entretenimento, esportes e jornalismo. (vídeos de Giorgio Rosso Guedin, Canal giorgioguedin)




Os institucionais são claros ao querer levantar o astral de uma emissora que tem sobrevivido com uma audiência estagnada. Nota-se, claramente, que quase nada novo foi apresentado, apenas um relançamento de programas recauchutados. Com isso, o domingo termina e a segunda-feira começa.


A primeira atração do dia repaginada foi o Mais Você de Ana Maria Braga.

Ao entrar no ar por volta de 8h18, entusiasmadíssima, Ana Maria a bordo de um carro elétrico com a logomarca do programa começou a apresentar suas novas instalações.

Na prática, um sítio acoplado às instalações do Projac junto a Mata Atlântica em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.



Depois de mostrar algumas áreas externas, a apresentadora segue para uma casa de 310m², que tem boa parte das paredes de vidro - que dá vista para um lago -, alguns pedaços do teto e do piso também de vidro. Apelidada, pela esfuziante apresentadora, de Casa de Cristal.



A alegria de Ana Maria Braga era apenas por causa de suas novas instalações, que não negamos que são arrojadas. Mas, nem com as novas instalações, nem com um parto ao vivo, sequer com o aparecimento do Saci-Pererê, a loira, comandada por Boninho, conseguiu levantar o Ibope.



Dados do Ibope mostram que o Mais Você marcou apenas 7 pontos, contra o primeiro lugar da TV Record, que exibia o Fala Brasil, registrando 9 pontos.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.



Em seguida, por volta das 9h50, após o Globo Notícia, entrou no ar outro repaginado, o TV Globinho, ou como queira - TV Bobinho.

De novidade, só a chamada e logo. Ah, alguns artistas que estavam na geladeira da emissora carioca também fazem aparições esporádicas. Do resto, tudo na mesma, incluindo Ibope.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.


Se podemos dizer que houve alguma mudança no horário da manhã da Rede Globo, foi à saída do seriado "Os Simpsons".

Que não agradava ninguém, vide Ibope. Aliás, vinha sendo alvo de críticas em razão da linguagem muitas vezes inadequada para o horário.


Nos telejornais, no horário do almoço, também nenhuma mudança.

Para não dizer nenhuma, o Jornal Hoje perdeu um telão grande que geralmente era usado pela Flávia Freire para apresentar a previsão do tempo. Pequenas mudanças também aconteceram no piso, mas a bancada é a mesma.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.


Às 13h45 entrava no ar o Vídeo Show. Sabe-se lá o porque, parece que resolveram só botar no ar o quadro "Falha Nossa". Foi uma sucessão de erros e falhas, uma atrás da outra.

Apresentador que não entrava, repórter ao vivo que não entrava, quando entrou estava sem áudio, matéria que não entrou... enfim, que assistiu viu. Deu boas risadas, ao menos.

O formato agora é "ao vivo", nota-se claramente que não é para os três novatos que foram convocados. São duas mulheres: a primeira, a mulher do diretor do programa - o Boninho - a Ana Furtado, que não faz nada bem, mas pula de atração em atração dentro da emissora por ser mulher de um diretor. Pra se ter uma idéia, ela nem estava no programa porque está gravando a novela "Caminho das Índias", conhecem algum outro ator que pode isso dentro da Globo? Nem pense, não existe. E a segunda apresentadora, é a Fiorella Matheis.



Do lado masculino: o ator-sumido Luigi Barricelli e o apresentador-que-deveria-sumir André Marques.

Além da nova chamada e logo - bem mais sem sal que a antiga -, a atração que está pra completar 26 anos, ganhou um cenário feio, pesado, e bem pouco funcional.

Com a aclamação da estréia e a sucessão de erros, a atração conseguiu chegar à casa dos 16 pontos no Ibope. O que, de fato, não deve perdurar.

O programa também ganhou um site novo dentro da Globo.com.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.


Durante à tarde, a única novidade ficou por conta da nova vinheta que separa os filmes do comercial. O novo Plim-Plim agora são duas esferas prateadas que, em uma rotação, se encontram.



Observe na animação:
















As novelas de início da noite continuam sendo uma pedra no sapado da TV Globo.

A novela-da-praia (Três Irmãs) e a novela-do-pen-drive (Negócio da China) foram retiradas às pressas do ar, pois estavam estagnadas na casa dos 20 pontos. Recentemente estreou a novela "Paraíso", e os números continuam no chão. E não foi diferente com a estréia de "Caras e Bocas"


Ontem, 13, por volta das 19h21, estreou a novela-do-macaco, ou como prefira - Caras e Bocas.

A novela ficou com 33 pontos no Ibope. Bem abaixo das antecessoras, que já não estavam agradando no Ibope.


OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV. Como não é "Paraíso" também, e como não foi "Três Irmãs" e nem "Negócio da China".



Às 20h15, entrava no ar o Jornal Nacional.

O tão (em outras épocas) aclamado telejornal, apresentado por William Bonner e Fátima Bernardes, preferiu - aliás, como vem acontecendo com frequência - deixar de noticias o Brasil e Mundo para servir como uma espécie de "guia de programação".


Ainda no clima de comemoração - sabe-se lá comemorando o quê - William e Fátima informaram que até o dia 1º de setembro (2009), dia do aniversário de 40 anos do telejornal, vão exibir matérias homenageando suas centenas de afiliadas pelo Brasil.




Mais à frente foi à vez de uma entrada ao vivo com Christiane Pelajo e William Waack, que apresentaram o novo cenário, de onde mais tarde viriam apresentar o Jornal da Globo.



Só pra que fique mais claro, os dados:

O Jornal Nacional de ontem (13) teve cerca de 40 minutos e 30 segundos de duração, da vinheta de abertura à vinheta de encerramento.

Dentro desses 40 minutos, cerca de 5 minutos foram só de comerciais (intervalo) - um bloco de 1:30 minuto, um outro de 2 minutos e um último de 1 minuto - totalizando 3 blocos de comerciais. (lembre-se das vinhetas de idas e vindas dos comerciais)

Outros 3 minutos e 30 segundos ficaram com a apresentação do novo cenário do Jornal da Globo.

Outro 1 minuto e 35 segundos ficaram a cargo das comemorações de 40 anos do Jornal Nacional.

Ou seja, o Brasil e o Mundo - o que de mais importante aconteceu o dia inteiro -, foram retratados em cerca de 30 minutos.

Ou à TV Globo alcançou a excelência e superou tudo o que existe na arte de informar, ou faltou muita coisa pra ser informada, e foi gasto muito tempo com coisa que não é relevante para o telespectador que procura um telejornal conciso e objetivo, porém informativo e relevante.


Ainda sobre os 40 anos do Jornal Nacional, é quase certo que no dia 1º de setembro de 2009, William e Fátima inaugurem um estúdio de vidro, com vista para o Jardim Botânico, no alto das instalações da Rede Globo na Zona Sul do Rio de Janeiro. Aos moldes do estúdio do telejornal SPTV, de São Paulo.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.



Logo após o Jornal Nacional, entrou no ar a novela "Caminho das Índias". Que ficou absolutamente esticada após o termino do Big Brother Brasil, só o capitulo de ontem teve 77 minutos. Bem longe dos habituais 45, 50 convencionais.



Em seguida foi exibido o filme "Se Eu Fosse Você". Daí, a lição a ser tirada é que a TV Globo, em 2009, vai continuar com a péssima prática de anunciar filmes que NÃO são inéditos na TV Brasileira, e NÃO são inéditos na TV Globo, como inéditos.

Durante a exibição do filme também pode ser notado a nova vinheta de Tela Quente e a nova vinheta dos intervalos, tal qual já estava sendo exibida durante a Sessão da Tarde.

No final de Tela Quente, a Globo já anunciou que segunda-feira que vem exibira o "inédito" Click.



À meia-noite e dez, entrava no ar o Jornal da Globo, com Christiane Pelajo e William Waack, no novo cenário.


OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.


À 00h48, Jô Soares, depois de meses de "férias", voltou ao ar sem nenhuma novidade. Nem logo, nem cenário, nem vinheta, nem chamada, nada.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.



Notamos, com isso, que na Rede Globo existe muita comemoração e muito pouco trabalho.

A emissora, de fato, ainda é líder de audiência numa média geral e nacional. Não é mais invicta, e continua, até esse momento, seguindo a linha descendente. Seja em qualidade editorial, seja em Ibope.

Também não me consta que lá seja uma filial da Disney, pra viverem de animação, e nem que seja uma filial da Dell Anno, planejando cenário toda hora.

Se vale umas dicas são:

Comemore menos e trabalhe mais!

O dinheiro compra o vidro pra fazer uma emissora inteira, mas não compra ou muda a transparência com que ela é regida.




quinta-feira, 9 de abril de 2009

Telefônica Speedy MAIS uma vez apresenta falha e volta a prejudicar SP

Telefonica


Telefônica, volta a atormentar o Estado de São Paulo. Desde a manhã de segunda-feira, 06 de abril de 2009, usuários empresariais e residenciais do Speedy no Estado de São Paulo inteiro vêm enfrentando dificuldades com o serviço de banda-larga (leia banda-lerda) da Telefônica.

VivoVale lembrar que fazem parte do Grupo Telefônica, além da Telefônica SP - presidida por Antônio Carlos Valente da Silva, ex-vice-presidente da Anatel -, a empresa de Call Center Atento, o provedor de Internet Terra - presidido por Paulo Castro -, e a operadora de telefonia móvel Vivo - presidida por Roberto Oliveira de Lima.

O problema só começou de fato a ser percebido pelos usuários por volta das 20h30 do mesmo dia, quando sequer conseguiram conexão à Internet.



O Portal UOL foi o primeiro a noticiar o caso, uma vez que também é provedor de Internet e viu sua Central de Atendimento receber milhares de ligações devido ao problema na Telefônica.
Sendo assim, ao meio-dia de terça-feira (07), o portal UOL publicou noticia confirmando que havia sim um problema por parte da Telefônica, e que ao menos 170 mil clientes já estavam sendo afetados. Ainda na mesma publicação o UOL informou que, por meio de nota, a Telefônica negava qualquer tipo de problema com o Speedy.

O problema só piorou depois das 20h30 de segunda-feira, e o caso começou a ser noticiado em outros portais da Internet como o Último Segundo do IG e a Folha de S.Paulo.

TerraO Provedor Terra, na terça-feira, chegou a relatar o fato, porém, estranhamente, não se localiza mais informação sobre essa nova pane no Speedy dentro do portal. De certo, talvez, porque o portal faz parte do Grupo Telefônica.


TelefonicaDesde a segunda-feira o telefone 10315, de atendimento ao cliente da Telefônica, só dá sinal de ocupado. Alguns raros casos de clientes que são atendidos demoram cerca de 25 minutos de espera e são maltratados pelos atendentes.

Com isso, nota-se alguns pontos como: Existe sim uma falha GRANDE e generalizada no serviço Speedy; A Telefônica se recusa a assumir e pior, resolver o problema; e, tampouco, se preocupou em ao menos atender o cliente, o que seria o mínimo.

AnatelAs pessoas que encontrarem dificuldade para falar com a Telefônica devem ligar imediatamente para a Anatel, e registrar protocolo de recusa de atendimento. A Agência Nacional de Telecomunicações atende pelo número GRATUITO 133. Reclamações contra a pane no Speedy também podem se registradas.


IdecO jornal O Estado de S.Paulo noticia que até o próprio Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), localizado na Água Branca, passou a terça-feira sem Internet. Em depoimento para o Estado a advogada do Idec, Estela Guerrini, disse que "Foi muito ruim" e complementou explicando que houve prejuízo no trabalho do Instituto. O Idec também orientou que os consumidores devem reclamar.

ProconO Procon - SP por sua vez encaminhou notificação à Telefônica ontem (08) solicitando esclarecimentos.
A Telefônica tem até o final do horário comercial dessa quinta-feira (09) para prestar os esclarecimentos sobre a mais recente pane no Speedy. A Telefônica, até agora, continua negando qualquer tipo de problema com o Speedy.

Caso o Procon comprove mais essa falha, a empresa pode ser multada, inclusive porque o caso é reincidente. Talvez por isso haja tanta resistência da Telefônica em assumir a falha.


Alguns fatos precisam ser considerados:
Não é a primeira vez que panes acontecem no serviço Speedy da Telefônica.
No último ano foram ao menos 3 grandes (noticiados) casos.
Em todos os casos a Telefônica inicialmente negou qualquer tipo de problema, demorou vários DIAS para localizar o problema, se recusou a atender os clientes e até a imprensa.

No último ano, depois da pane de maior intensidade, que na prática (sem exageros) parou São Paulo, a Telefônica, ao menos, dobrou a quantidade de publicidade, seja na mídia convencional (TVs, rádio, jornais, revistas...), seja na mídia on-line.
Um dos principais motivos é pra tentar, nota-se claramente sem sucesso, dar a empresa uma boa imagem. O que, aliás, a empresa NUNCA conseguiu desde que se estabeleceu no Brasil. A bem da verdade, nem na Espanha, de onde se origina, a empresa é bem quista. Lá a Telefónica (com o agudo mesmo) também é líder de reclamações.

Marcelo TasA mais recente tentativa foi à contratação do apresentador do CQC, da TV Band, Marcelo Tas. Sr. que tinha até aquele momento grande aceitação e respeito principalmente do público jovem. Os fatos mostram que a ação de marketing, coordenada pela Agência Ithink, do Marcelo Tripoli, já é um total fracasso, e, quem mais arca com o peso de se unir a uma marca reconhecidamente de DESCASO, DESRESPEITO e inúmeras falhas - que prejudica milhões de pessoas só no Estado de São Paulo -, é o próprio Marcelo Tas.



Independente ou paralelamente a reclamações na Anatel, ou em Órgãos de Defesa do Consumidor - como o Procon -, todos os clientes devem solicitar o abatimento de TODO o período em que tiverem dificuldades com o serviço.

Em média, uma vez que o problema começou no dia 06 e persiste até esse momento, os clientes já podem pedir abatimento de 4 dias. Para quem tem um Speedy de 1 mega, por exemplo, paga R$ 78,85, terá um desconto de cerca de R$ 10,51.

TelefonicaVale ressaltar que o problema ainda NÃO foi identificado e por isso também NÃO foi resolvido. A Telefônica não tem uma previsão de conserto, mesmo porque sequer confirma a pane no Speedy.




Atualização, às 15h53:

Depois de uma espera de mais de 8 minutos consegui contato com a Ouvidoria / Ombusdman da Telefônica.

Questionei o supervisor Diego Menezes sobre a espera (pré-atendimento) de 8 minutos, o mesmo explicou que era devido a um fluxo grande de ligações que não passam pelo primeiro nível.
Perguntei ao mesmo se ele tinha certeza de que o primeiro nível (10315) estava atendendo, Diego respondeu que sim. Eu tentei ligar ao menos 6 vezes para o 10315, de uma outra linha, com ele ao telefone e não consegui, só deu sinal de ocupado. Já ele, disse que tentou e conseguiu.
Eu, particularmente, contesto essa justificativa, uma vez que tenho contatos periódicos com a Ouvidoria da Telefônica, e, todas às vezes existe uma espera média de 10 minutos. (Se alguém duvidar o telefone da Ouvidoria é 0800-7751212, liguem e confiram.)

Solicitei ao Diego contato com a Ouvidora da Telefônica, a Sra. Ivete Sgai, e fui informado que não seria possível naquele momento e que até seria preciso uma triagem pela assessora Cândida. Essa, por sua vez, não se encontrava no setor.

O Diego mesmo lembrou que anteriormente (há tempos atrás) eu já havia solicitado falar com a Ivete Sgai e que eu não havia obtido sucesso. Ressalto ainda que essa Sra., a Cândida, é uma funcionaria absolutamente mau-educada e truculenta.

De acordo com o Diego, a Ivete Sgai está à frente da Ouvidoria da Telefônica há dois anos.
Eu acompanho desde o início e noto o trabalho relapso que a Sra. Ivete exerce. Na minha opinião, e os fatos comprovam, o trabalho da Ivete é tão inexistente que sequer justifica o emprego dela na Telefônica.

Ou não né? Talvez a complacência seja a manutenção de seu emprego junto à empresa.




Atualização, às 17h36:

Recebi a visita de dois técnicos da Telefônica. Eles fizeram a alteração do DNS padrão da Telefônica, para o DNS do UOL (200.221.11.100).

Fiz questão que deixassem laudo justificando o procedimento. Sendo assim, o laudo mostra que de fato existe AINDA um problema na Telefônica.

O texto diz: "Foi alterado o DNS da placa de rede para o DNS da UOL, com autorização do Sr. Gregori. Pois o DNS da Telefonica está em manutenção - nº da manutenção 975833 - Massiva de DNS."




Atualização, às 18h30:

No meio da tarde, só após a mobilização de muita gente e até a notificação do Procon, à Telefônica assumiu que está passando por mais uma pane. Da penúltima vez, a empresa jogou a culpa em um equipamento da Cisco - que teria pegado fogo -, dessa vez a Telefônica jogou a culpa em... pasmem... "hackers".

Se formos usar a lógica, é bem provável que tenha sido mesmo, uma vez, repito, que a empresa é ODIADA pelo Estado de São Paulo inteiro. Só pra fazer uma analogia, sem exageros, a Telefônica está para São Paulo, como o ex-presidente norte-americano George Bush está para o Iraque (acho que o mundo inteiro o odeia né? rs).

Se formos usar a razão e observarmos os fatos, podemos notar que a Telefônica NÃO faz investimentos, trabalha com equipamentos obsoletos e, de fato, tem uma equipe técnica que não serve pra nada.

Confira a nota da Telefônica na íntegra:

"Nota à imprensa

A Telefônica informa que, nos últimos dias, parte da sua infra-estrutura que dá suporte ao acesso à internet tem sido alvo de ações deliberadas e de origem externa que acarretaram dificuldades de navegação em páginas da internet aos seus clientes.

Estas ações desestabilizaram os servidores DNS (Domain Name Server - Servidor de Nome de Domínio), que são equipamentos que fazem a conversão dos nomes dos websites (como, por exemplo, www.telefonica.com.br) para os endereços IP correspondentes.

Estas ações externas caracterizam-se pela criação artificial de um número elevado de solicitações simultâneas aos servidores DNS. Esta ação intencional visa esgotar a capacidade dos servidores e fazer com que as solicitações artificiais concorram com as solicitações legítimas, gerando as dificuldades de navegação em páginas de internet (portais, websites etc).

Pela natureza específica destas ações, apesar da dificuldade de navegação, em geral não há interrupção de outras funcionalidades da internet como, por exemplo, serviços de mensagens instantâneas e de trocas de arquivos por meio de redes peer-to-peer. Da mesma forma, não são afetados serviços de comunicação e rede de dados corporativas e de suporte a serviços públicos.

Ações desta natureza ocorrem com frequência em todo o mundo. A Telefônica, assim como todas as grandes empresas de telecomunicações, adota todos os procedimentos conhecidos para detecção e proteção contra esse tipo de ação e minimização e correção dos seus efeitos.

A Telefônica lamenta o transtorno causado aos seus clientes e informa que está empreendendo todos os esforços para normalizar a operação de sua rede o mais rapidamente possível. A empresa informa ainda que está formalmente comunicando os fatos às autoridades constituídas no sentido de investigar a autoria e motivação destas ações e tomar as medidas que forem cabíveis.

Telefônica

Assessoria de Imprensa

09/04/2009"


Notamos, claramente, que:

Os problemas sequer devem ter começado na segunda-feira, como tem sido de fato noticiado. E não devem ser resolvidos tão cedo.

Mesmo, aparentemente, tendo identificado o problema, a Telefônica é incapaz de resolvê-lo.

A Telefônica ao menos tem/tinha um plano de contingência.

Quando a Telefônica afirma que os serviços de mensagens instantâneas e P2P estariam funcionando, ela põe em xeque a identificação do problema que ela aponta. Porque, ao contrário do que ela afirma, os serviços de mensagem instantânea e P2P - como o MSN, Gtalk, Emule, entre outros -, NÃO estavam funcionando. Em vários momentos sequer o usuário conseguia conexão. Ou seja, pode ser que a empresa AINDA não tenha identificado o problema, ou não tem certeza do que localizou.

Também, contrapondo o que a Telefônica afirma, NÃO é normal ações desse tipo em outros provedores de serviço de internet. Pelo contrário, o que temos em outros países são empresas sérias, com equipes técnicas capacitadas e, caso falhas aconteçam, planos de contingência. Em outros paises também, temos outras realidades, como ESTABILIDADE na navegação, preços MUITO mais acessíveis, e planos de internet MUITO mais velozes. Essa sim, é a verdadeira realidade que a Telefônica tenta esconder, realidade que ela está longe, muito longe de alcançar.

Tá em dúvida? Em sua vida, você se lembra de ter ouvido falar de alguma CIDADE que parou por causa de uma empresa de telefonia? Pesquise preços e velocidades de acessos na Europa e Estados Unidos, por exemplo. Os preços são menos da metade do que a Telefônica cobra no Brasil e as velocidades já chegam facilmente aos 30 mega, com ampla cobertura. Coisa que a Telefônica começa a implantar agora em São Paulo. Você por acaso tem algum amigo que tem internet 30 mega da Telefônica, o Xtreme? Ou melhor, sequer tem algum amigo do amigo que tem internet 30 mega Xtreme da Telefônica? Não, por dois motivos, primeiro porque só tem em uma... duas ruas de São Paulo, e depois porque custam centenas de reais.

Agora, tirando às minhas reflexões sobre o caso. O importante, a empresa não se comprometeu a fazer o ressarcimento do período de INOPERÂNCIA por que?

Pois é! Depois, lá no seu "Princípios de Atuação" a Telefônica diz que busca "Honestidade e confiança" e mais, "Respeito à lei".

E, será que é mesmo esse princípio da atuação que rege à Telefônica?




Atualização, às 22h:

Parece que não fui só eu que notou a atitude de "joão sem braço" (fingir que não é com ela) da Telefônica.

De acordo com a Folha Online, o Procon NÃO ficou nenhum pouco contente com a atitude da Telefônica de soltar uma nota sobre o Speedy tentando se eximir de culpa.

Carlos Coscarelli, assessor-chefe da fundação Procon, declarou à Folha Online: "A nota não quer dizer nada sobre o compromisso da empresa com o consumidor". Disse ainda que, a nota "é explicativa sobre o problema, esclarece que ele foi causado por terceiros, mas não isenta a empresa das responsabilidades que ela tem sobre os problemas e prejuízos que foram causados aos consumidores".




Atualização, às 22h20:

No inicio da noite, a Anatel informou por meio do site que abriu processo de investigação para apurar a mais essa pane na Telefônica.

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações a Telefônica foi notificada e, caso comprovadas as responsabilidades, haverá a exigência de ressarcimento dos danos causados aos consumidores prejudicados pelas falhas.

Ainda de acordo com a Anatel, à pane teria afetado todos os cerca de 4 milhões de usuários do Speedy da Telefônica no Estado de São Paulo.

Após a análise, a Agência procederá às devidas autuações e, se for o caso, aplicar as sanções regulamentares.

A Anatel também notificou a TIM Celular, que está sem prestar o serviço várias regiões do País e a operadora Vivo – do Grupo Telefônica -, que está inoperante - em dados e voz, GSM e W-CDMA (3G) - em Belo Horizonte (MG), atingindo pelo menos 1,8 milhões de clientes.




Atualização, 10/04/09 às 01h30: COMPARATIVO DE VALORES E VELOCIDADES.

A fim de exemplificar minha afirmação de falta de qualidade e investimento, apresento um simples, porém relevante, comparativo.

No Reino Unido, a Telefônica - representada pela marca O2 - tem anunciado em seu site um acesso banda larga de 8 MEGA por £12.23.

Ou seja, na cotação de hoje (09/04/09) - da Bloomberg e validada pelo Banco Central do Brasil -, a Libra esterlina (£) vale 3,19416 (valor mais alto, de venda).

Sendo assim: £12.23 x 3,19416 daria R$ 39,06.

Ou seja, uma conexão de 8 MEGA no Reino Unido custa cerca de 39 reais.

Isso sem contar alguns "adicionais" como roteador wireless e McAfee.


Já na Espanha, a Telefônica - na verdade Telefónica - tem anunciado em seu site um acesso banda larga de 10 MEGA por €33,90.

Ou seja, na cotação de hoje (09/04/09) - da Bloomberg e validada pelo Banco Central do Brasil -, o Euro (€) vale 2,86419 (valor mais alto, de venda).

Sendo assim: €33,90 x 2,86419 daria R$ 97,09.

Ou seja, uma conexão de 10 MEGA na Espanha custa cerca de 97 reais.


No Brasil, a Telefônica tem anunciado em seu site um acesso banda larga de 8 MEGA por singelos R$ 199,90.

Mais do que o dobro do valor de um Speedy superior, de 10 MEGA, na Espanha.

Mais de três vezes o valor de um acesso de 20 MEGA, no Reino Unido.

Será mesmo, que isso tem alguma explicação plausível e aceitável?

Pense bem, você não tem à qualidade de conexão que existe na Espanha e no Reino Unido, e ainda paga muito, mas muito mais caro por isso.

Tire suas conclusões.




Atualização, às 10/04/09 às 18h:

Até o momento, a Telefônica ainda NÃO resolveu o problema e usuários continuam tendo dificuldade com o acesso à Internet pelo Speedy.




Atualização, 10/04/09 às 19h30:

O Jornal da Band, da TV Bandeirantes, exibiu matéria sobre a mais recente pane da Telefônica.

De acordo com a emissora, os mais de 4 milhões de clientes do Speedy da Telefônica enfrentam dificuldades a mais de 15 dias.

Informaram também, que agora ao entardecer e após saber que o caso sairia no telejornal da emissora, a Telefônica informou por meio de nota que vai verificar uma maneira de NÃO cobrar pelo período em que não prestou o serviço.

Os apresentadores, Ricardo Boechat e Joelmir Beting, ironizaram a empresa e afirmaram que é o fim do mundo à demora e o descaso da Telefônica com os usuários.




Atualização, 10/04/09 às 20h10:

O Jornal da Record, da TV Record, acaba de exibir matéria sobre a pane do Speedy da Telefônica.








Atualização, 11/04/09 às 02h30:

Pasmem, mas até agora, CINCO dias de falhas no Speedy da Telefônica e a TV Globo não teve sequer 60 segundos para relatar o caso, em nenhum de seus telejornais.

Coisa estranha não?




Atualização, 11/04/09 às 02h40:

É importante se registrar que o serviço Speedy da Telefônica AINDA continua com falhas e absolutamente instável.

O problema ainda NÃO foi resolvido e muitos usuários estão nesse momento totalmente sem conexão.

Os que conseguem se conectar tem uma instabilidade tão grande que sequer conseguem assistir a um vídeo no YouTube, uma ação corriqueira para quem tem banda larga.




Atualização, 11/04/09 às 02h50:

Como já expliquei acima, o apresentador do CQC da Band, Marcelo Tas, continua sendo criticado.

Marcelo Tas foi procurado durante o dia de ontem (10) pela Folha Online e mostrou todo o seu jogo de cintura e educação desligando a ligação na cara da Folha.

Eu, já tentei por duas vezes falar com o Marcelo Tripoli, CEO da agência iThink, mas ele apenas me ignora.

Contudo, notamos certa sincronia nas atitudes:
Telefônica ignorou todos os seus clientes durante 5 dias, e até a mídia online.
Marcelo Tas tem feito o mesmo no twitter, e fez até com a Folha Online.
Marcelo Tripoli também está só no "não é comigo".

Isso é a Telefônica! Onde ela põe a mão apodrece ;)




Atualização, 11/04/09 às 18h:

UOL noticia/confirma que os problemas com usuários do Speedy da Telefônica continuam pelo sexto dia consecutivo.

Ainda de acordo com o UOL, a Telefônica informou que não aconteceram novos ataques.

Fica a dúvida, será mesmo que é só problema de incompetência e DNS?




Atualização, 12/04/09 às 00h30:

Persistem às reclamações de usuários do Speedy da Telefônica, sendo assim, agora (12), entramos no SÉTIMO dia. Aparentemente, quase todos usuários conseguem conexão, porém estão com a velocidade bem inferior à contratada. Registre-se que existem usuários até agora totalmente sem conexão.

A Telefônica mantém que o serviço de banda-lerda Speedy está funcionando e que não sofreu mais nenhum ataque desde a última quarta-feira. Informação que pode relevada, uma vez que a empresa levou QUATRO dias para assumir que realmente tinha acontecido uma nova pane.

Já se calcula que o desconto de pelo menos 5 dias na conta dos clientes gere um rombo de 62,5 milhões de reais na Telefônica. Nesse valor ainda não estão consideradas ações isoladas de clientes e nem possível sanções do Procon e da Anatel.

Da penúltima vez em que o Speedy apresentou uma grande pane, foram dois dias - 2 e 3 de julho de 2008 -, e gerou uma perca de receita de 24 milhões de reais à Telefônica.

Aos olhos dos "reles mortais" parece muito, mas ao ser comparado com lucro líquido (lucro mesmo) trimestral (só em três meses) da Telefônica que beira os 640 milhões de reais, o impacto não é tão assustador.




Atualização, 12/04/09 às 00h45:

A Rede Globo é uma das emissoras que mais recebe cotas (dinheiro) de propaganda da Telefônica.

Não só através da TV aberta, a TV Globo, mas também na TV paga com a gama de canais da GloboSat, como Multishow, GNT, e por ai vai.

Talvez, de certo, por isso que não se viu até agora à Globo falar sobre a pane.




Atualização, 12/04/09 às 01h:

O Excelentíssimo Sr. José Serra, governador do Estado de São Paulo, também se mantém, até o presente momento, alheio à situação.

O que me causa MUITA estranheza, uma vez que ele é sempre tão "conectado aos fatos". Cai avião ele está lá, cai teto de igreja ele está lá... enfim, todos nós sabemos que o governador é um homem muito atento.

Resta saber se é a tudo que lhe INTERESSA ou se tudo mesmo. Estou de olho, segunda-feira (13), vou tentar contato com o Palácio dos Bandeirantes.

Além disso, ele recusou um plano de internet do Governo Federal, e com o aval dele todo o sistema do Estado se mantém com a Telefônica.

Sou um cidadão de SP, além de cliente da Telefônica, portanto dois motivos para querer saber sobre o assunto.

Acredito que serei absolutamente ignorado, mas não custa tentar. Não é? ;)




Só digo uma coisa TELEFÔNICA:


DESFRUTE O PROGRESSO! ;)


Abraço Marcelo Tas ;)


[ironic mode max] Telefônica, SP está a tu lado en los momentos difíciles [/ironic mode max]






"FICHA CORRIDA" DA TELEFÔNICA:

19.03.2009 - O que EU achei do Caso Marcelo Tas X Telefônica

01.12.2008 - As novas regras de atendimento ao Consumidor

15.07.2008 - A verdade sobre o suposto abatimento da Telefônica

09.07.2008 - Telefônica estaria perdendo clientes por causa da pane

08.07.2008 - "Telefônica" acredita ser sabotagem. Uma desculpa para a Pane do Speedy

07.07.2008 - 5º dia, problema com Speedy persiste

04.07.2008 - Às últimas sobre a desfaçatez da Telefônica

04.07.2008 - Problema com Speedy persiste, entra no 3º dia

03.07.2008 - Speedy fora do ar: Como agir?

03.07.2008 - Raio-x Telefônica e Pra que serve a Ouvidoria da Telefônica?

25.05.2008 - Telefônica / Speedy bloqueou acesso ao Google Pages!

22.05.2008 - Brasil Telecom, Telefônica, Oi e NET praticam traffic shaping

22.05.2008 - IDEC aponta Telefônica-Speedy como pior opção

10.12.2007 - Procon afasta diretora após "festinha" da Telefônica

10.12.2007 - Intercâmbio a ser evitado

08.12.2007 - Telefônica promove "festinha" para o Procon

17.10.2007 - Tem coisas que só a Telefônica faz pra você

09.10.2007 - Telefônica deve disponibilizar detalhamento das chamadas locais

08.10.2007 - Telefônica/Speedy falta de ética e de respeito

04.10.2007 - Isso é Telecomunicação?

01.10.2007 - Telefônica continua agindo de má fé

29.09.2007 - Telefônica é PROIBIDA de exigir provedor, e terá que indenizar consumidor




quinta-feira, 2 de abril de 2009

O novo portal da Rede TV!, o "Rede TV i"


A emissora de tv aberta Rede TV! vai estrear um novo portal. Era previsto para amanhã (03), mas houve um adiamento, não se sabe porque e nem quando será a estréia.


Portal antigoNovo Portal
Clique nas imagens pra ver em tamanho maior.

O novo portal da emissora é completamente diferente do antigo, que continha apenas informações básicas e páginas simples dos programas da emissora, sem nenhuma possibilidade de interação.

O "Rede TV i", além da página de todos os programas da emissora, tem um portal de notícias agregado, com informações produzidas pela própria emissora e informações de agências de notícias.

Além de texto e fotos, o site tem um seção de vídeos.
São vídeos de 17 programas da emissora paulista - Jornalismo: "É Notícia", "Good News", "Leitura Dinâmica 1ª Ed.", "Leitura Dinâmica 2ª Ed.", "Notícias das 7", e "RedeTV News"; Entretenimento: "A Tarde é Sua", "Amaury Jr. Show", "Bom Dia Mulher", "Brothers", "Dr. Hollywood", "Pânico na TV", "Programa Amaury Jr", "Ritmo Brasil", "SuperPop" e "TV Fama"; e o esportivo "Bola na Rede" - que estão disponíveis totalmente de graça, porém, por enquanto, nenhum vídeo está na íntegra.

Um fato curioso é que a emissora tem em seu acervo de vídeos on-line o "Dr. Hollywood", que nada mais é do que uma adaptação do reality show "Dr. 90210", originalmente produzido e exibido pelo canal pago E!, que trata de cirurgias estéticas e é estrelado por vários doutores, entre eles o brasileiro Robert Rey.

Além dos vídeos, on demand ("gravados"), os internautas vão poder assistir, em streaming (ao vivo), a transmissão de alguns programas, entre eles os telejornais da Rede TV!.

Os vídeos, tanto on demand quando streaming, são de qualidade e perfeita definição. O streaming segue o formato .flv, enquanto os on demand são no formato .mov, ambos na proporção 19 por 8.

Procurando a máxima interação possível, o "Rede TV! i" ainda conta com 7 blogs dos principais programas da casa, entre eles o do "Pânico na TV", do "SuperPop" e do "TV Fama".

O internauta também pode consultar o tempo, as previsões meteorológicas são do Climatempo.

O novo portal conta ainda com enquetes, e bate papo, esse, esporadicamente, com artistas.

O novo portal tem algumas áreas onde hoje estão anúncios da própria emissora, mas ao ser lançado devem ser ocupados por anúncios comerciais. Todos os espaços estão em harmonia com o restante da página e claramente identificados.




quarta-feira, 1 de abril de 2009

TV Cultura lança seu novo portal

TV Cultura lança seu novo portal na Internet:



Para visitar acesse: http://www.tvcultura.com.br




Primeira mão: Novidades no twitter

Exclusivo: É desse jeito que a barra à direita do twitter vai ficar depois das novas mudanças.