terça-feira, 14 de abril de 2009

Programação 2009 da TV Globo começa tropeçando


A Rede Globo anunciou anteontem (12), durante o Domingão do Faustão, a sua "nova" programação de 2009. Confira os vídeos institucionais de entretenimento, esportes e jornalismo. (vídeos de Giorgio Rosso Guedin, Canal giorgioguedin)




Os institucionais são claros ao querer levantar o astral de uma emissora que tem sobrevivido com uma audiência estagnada. Nota-se, claramente, que quase nada novo foi apresentado, apenas um relançamento de programas recauchutados. Com isso, o domingo termina e a segunda-feira começa.


A primeira atração do dia repaginada foi o Mais Você de Ana Maria Braga.

Ao entrar no ar por volta de 8h18, entusiasmadíssima, Ana Maria a bordo de um carro elétrico com a logomarca do programa começou a apresentar suas novas instalações.

Na prática, um sítio acoplado às instalações do Projac junto a Mata Atlântica em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.



Depois de mostrar algumas áreas externas, a apresentadora segue para uma casa de 310m², que tem boa parte das paredes de vidro - que dá vista para um lago -, alguns pedaços do teto e do piso também de vidro. Apelidada, pela esfuziante apresentadora, de Casa de Cristal.



A alegria de Ana Maria Braga era apenas por causa de suas novas instalações, que não negamos que são arrojadas. Mas, nem com as novas instalações, nem com um parto ao vivo, sequer com o aparecimento do Saci-Pererê, a loira, comandada por Boninho, conseguiu levantar o Ibope.



Dados do Ibope mostram que o Mais Você marcou apenas 7 pontos, contra o primeiro lugar da TV Record, que exibia o Fala Brasil, registrando 9 pontos.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.



Em seguida, por volta das 9h50, após o Globo Notícia, entrou no ar outro repaginado, o TV Globinho, ou como queira - TV Bobinho.

De novidade, só a chamada e logo. Ah, alguns artistas que estavam na geladeira da emissora carioca também fazem aparições esporádicas. Do resto, tudo na mesma, incluindo Ibope.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.


Se podemos dizer que houve alguma mudança no horário da manhã da Rede Globo, foi à saída do seriado "Os Simpsons".

Que não agradava ninguém, vide Ibope. Aliás, vinha sendo alvo de críticas em razão da linguagem muitas vezes inadequada para o horário.


Nos telejornais, no horário do almoço, também nenhuma mudança.

Para não dizer nenhuma, o Jornal Hoje perdeu um telão grande que geralmente era usado pela Flávia Freire para apresentar a previsão do tempo. Pequenas mudanças também aconteceram no piso, mas a bancada é a mesma.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.


Às 13h45 entrava no ar o Vídeo Show. Sabe-se lá o porque, parece que resolveram só botar no ar o quadro "Falha Nossa". Foi uma sucessão de erros e falhas, uma atrás da outra.

Apresentador que não entrava, repórter ao vivo que não entrava, quando entrou estava sem áudio, matéria que não entrou... enfim, que assistiu viu. Deu boas risadas, ao menos.

O formato agora é "ao vivo", nota-se claramente que não é para os três novatos que foram convocados. São duas mulheres: a primeira, a mulher do diretor do programa - o Boninho - a Ana Furtado, que não faz nada bem, mas pula de atração em atração dentro da emissora por ser mulher de um diretor. Pra se ter uma idéia, ela nem estava no programa porque está gravando a novela "Caminho das Índias", conhecem algum outro ator que pode isso dentro da Globo? Nem pense, não existe. E a segunda apresentadora, é a Fiorella Matheis.



Do lado masculino: o ator-sumido Luigi Barricelli e o apresentador-que-deveria-sumir André Marques.

Além da nova chamada e logo - bem mais sem sal que a antiga -, a atração que está pra completar 26 anos, ganhou um cenário feio, pesado, e bem pouco funcional.

Com a aclamação da estréia e a sucessão de erros, a atração conseguiu chegar à casa dos 16 pontos no Ibope. O que, de fato, não deve perdurar.

O programa também ganhou um site novo dentro da Globo.com.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.


Durante à tarde, a única novidade ficou por conta da nova vinheta que separa os filmes do comercial. O novo Plim-Plim agora são duas esferas prateadas que, em uma rotação, se encontram.



Observe na animação:
















As novelas de início da noite continuam sendo uma pedra no sapado da TV Globo.

A novela-da-praia (Três Irmãs) e a novela-do-pen-drive (Negócio da China) foram retiradas às pressas do ar, pois estavam estagnadas na casa dos 20 pontos. Recentemente estreou a novela "Paraíso", e os números continuam no chão. E não foi diferente com a estréia de "Caras e Bocas"


Ontem, 13, por volta das 19h21, estreou a novela-do-macaco, ou como prefira - Caras e Bocas.

A novela ficou com 33 pontos no Ibope. Bem abaixo das antecessoras, que já não estavam agradando no Ibope.


OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV. Como não é "Paraíso" também, e como não foi "Três Irmãs" e nem "Negócio da China".



Às 20h15, entrava no ar o Jornal Nacional.

O tão (em outras épocas) aclamado telejornal, apresentado por William Bonner e Fátima Bernardes, preferiu - aliás, como vem acontecendo com frequência - deixar de noticias o Brasil e Mundo para servir como uma espécie de "guia de programação".


Ainda no clima de comemoração - sabe-se lá comemorando o quê - William e Fátima informaram que até o dia 1º de setembro (2009), dia do aniversário de 40 anos do telejornal, vão exibir matérias homenageando suas centenas de afiliadas pelo Brasil.




Mais à frente foi à vez de uma entrada ao vivo com Christiane Pelajo e William Waack, que apresentaram o novo cenário, de onde mais tarde viriam apresentar o Jornal da Globo.



Só pra que fique mais claro, os dados:

O Jornal Nacional de ontem (13) teve cerca de 40 minutos e 30 segundos de duração, da vinheta de abertura à vinheta de encerramento.

Dentro desses 40 minutos, cerca de 5 minutos foram só de comerciais (intervalo) - um bloco de 1:30 minuto, um outro de 2 minutos e um último de 1 minuto - totalizando 3 blocos de comerciais. (lembre-se das vinhetas de idas e vindas dos comerciais)

Outros 3 minutos e 30 segundos ficaram com a apresentação do novo cenário do Jornal da Globo.

Outro 1 minuto e 35 segundos ficaram a cargo das comemorações de 40 anos do Jornal Nacional.

Ou seja, o Brasil e o Mundo - o que de mais importante aconteceu o dia inteiro -, foram retratados em cerca de 30 minutos.

Ou à TV Globo alcançou a excelência e superou tudo o que existe na arte de informar, ou faltou muita coisa pra ser informada, e foi gasto muito tempo com coisa que não é relevante para o telespectador que procura um telejornal conciso e objetivo, porém informativo e relevante.


Ainda sobre os 40 anos do Jornal Nacional, é quase certo que no dia 1º de setembro de 2009, William e Fátima inaugurem um estúdio de vidro, com vista para o Jardim Botânico, no alto das instalações da Rede Globo na Zona Sul do Rio de Janeiro. Aos moldes do estúdio do telejornal SPTV, de São Paulo.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.



Logo após o Jornal Nacional, entrou no ar a novela "Caminho das Índias". Que ficou absolutamente esticada após o termino do Big Brother Brasil, só o capitulo de ontem teve 77 minutos. Bem longe dos habituais 45, 50 convencionais.



Em seguida foi exibido o filme "Se Eu Fosse Você". Daí, a lição a ser tirada é que a TV Globo, em 2009, vai continuar com a péssima prática de anunciar filmes que NÃO são inéditos na TV Brasileira, e NÃO são inéditos na TV Globo, como inéditos.

Durante a exibição do filme também pode ser notado a nova vinheta de Tela Quente e a nova vinheta dos intervalos, tal qual já estava sendo exibida durante a Sessão da Tarde.

No final de Tela Quente, a Globo já anunciou que segunda-feira que vem exibira o "inédito" Click.



À meia-noite e dez, entrava no ar o Jornal da Globo, com Christiane Pelajo e William Waack, no novo cenário.


OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.


À 00h48, Jô Soares, depois de meses de "férias", voltou ao ar sem nenhuma novidade. Nem logo, nem cenário, nem vinheta, nem chamada, nada.

OBSERVAÇÃO: Não é em HDTV.



Notamos, com isso, que na Rede Globo existe muita comemoração e muito pouco trabalho.

A emissora, de fato, ainda é líder de audiência numa média geral e nacional. Não é mais invicta, e continua, até esse momento, seguindo a linha descendente. Seja em qualidade editorial, seja em Ibope.

Também não me consta que lá seja uma filial da Disney, pra viverem de animação, e nem que seja uma filial da Dell Anno, planejando cenário toda hora.

Se vale umas dicas são:

Comemore menos e trabalhe mais!

O dinheiro compra o vidro pra fazer uma emissora inteira, mas não compra ou muda a transparência com que ela é regida.




blog comments powered by Disqus