quinta-feira, 12 de junho de 2008

A Tia de "olho junto"

Reprodução: TV Globo

"Eu já falei que essa senhora [Denise Abreu] tinha a credibilidade abaixo de zero no ano passado e ela [Denise Abreu] continua com credibilidade abaixo de zero", afirmou o ministro da Defesa, Nelson Jobim.

kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
hauahuahauahuahauaha!!!

Só rindo dessa confusão toda. Eu só não entendo o seguinte, a Denise ou a Dilma pensam em serem candidatas a alguma coisa?

A Denise acho que nem candidata à vendedora de pipoca em porta de cemitério. Nada contra os vendedores, pelo contrário, uma profissão muito digna, tanto que não pode ser ocupado pela "tal".

Já a Dilma, não é santa, mas também não é nenhuma indigna. Entretanto, se deixa manchar e se pôr em situações como essa.

Eu acho que as duas poderiam arrumar coisas melhores pra fazer. Nenhuma das duas será eleita para nada, se é que é esse o objetivo delas.

Seu Ministro também né!!!


Isso me lembra também esse episódio:

"Não fumo charuto. Nunca fumei charuto. Churchill, sim, fumava charuto. Ele veio de família humilde e foi um grande estadista."
Denise Abreu, diretora da Anac, referindo-se ao pobretão primeiro-ministro britânico, que nasceu no Palácio Blenheim, filho de lorde Randolph Churchill e da milionária americana Jennie Jerome e neto do sétimo duque de Marlborough.

Titulo = estado civil + expressão do personagem Mário Jorge, interpretado por Miguel Falabella, em "Toma Lá Dá Cá".

Fontes: Folha e a Veja




blog comments powered by Disqus