quinta-feira, 19 de junho de 2008

Chupim transmite o golpe da "promoção do SBT" ao vivo

A galera do programa Chupim, da rádio Metropolitana, entrou em contato durante o programa dessa noite com um número de telefone recebido através de uma SMS no celular do famoso locutor "Beby".

Ontem, o interprete do personagem "Beby", que se chama Marcelo Barkur, comentou no ar que tinha recebido um SMS em seu celular pessoal informando que ele teria ganhado um carro "Cross Fox" da Volkswagen e dois celulares "V3" da Motorola, e que para retirar os prêmios deveria entrar em contato com o número de telefone disponibilizado no SMS.

Ciente que isso é um GOLPE, o programa especializado em passar trotes para desconhecidos (achados em anúncios de jornal) e famosos - sempre como brincadeira e de uma maneira bem-humorada -, explicou para os ouvintes sobre o GOLPE e inclusive tentou entrar em contato com o número. Porém, ontem (18), o número não atendia.

Durante o programa de hoje (19) e quase no final, a galera - Thata, Vicky, Juninho, Barto e Beby - resolveram tentar mais uma vez e dessa vez obtiveram êxito. Sendo transmitido ao vivo, por uma das rádios de maior audiência de São Paulo, a conversa com uma pessoa que atendeu do outro lado da linha se identificando como "Carlos", tentando dar o GOLPE.

Esclarecidos sobre o GOLPE e da importância de avisar os seus ouvintes, os integrantes do programa mantiveram conversa com o tal "Carlos", o questionaram sobre os prêmios e como eles deveriam fazer para retirar esses prêmios.

O marginal, que parecia conversar com um texto escracho típico de centrais de atendimentos (inclusive com os erros de português e concordância), enrolou muito durante a explicação de como "retirar" os tais prêmios.

Primeiro pediu o nome completo e o número de telefone do locutor do programa, que forneceu um nome e telefone qualquer.

Em seguida, o meliante se identificou como sendo gerente-geral de um departamento do SBT, passou suposto nome (Carlos "não-sei-o-que" Silva), suposto número de matricula dentro do SBT, tudo com o objetivo de qualificar e assegurar o locutor de que era real e não se tratava de nenhum golpe ou engano.

Logo depois, solicitou que o locutor pegasse papel e caneta para anotar os procedimentos e ter acesso aos prêmios. Foi ai que o marginal citou nome de outras empresas, solicitando que o locutor, para que tivesse acesso ao prêmio, precisaria comprar uma "Coca-Cola de 300ml", que lhe seria solicitado o código de barras posteriormente e também que precisaria adquirir um cartão pré-pago da operadora TIM, com cem pontos.

Nesse momento, o Beby teve que encerrar à ligação e finalizar o programa. Visto que já eram quase 8 horas da noite. É provável que amanhã seja feito um novo contato.

De qualquer maneira, PARABÉNS ao programa e a emissora por prestarem esse serviço de utilidade pública. Avisando e explicando sobre o GOLPE, evitando assim, que outras pessoas passem por situação semelhante.

Eu deixo claro, também, que isso é um GOLPE e que as referidas marcas citadas - Volkswagen, Motorola, Cola-Cola, SBT e TIM - nada têm a ver com isso.

Aliás, utilidade pública é uma das marcas, além do entretenimento, do programa. Que está sempre engajado em outras ações de cunho social, como a doação de sangue.

O programa Chupim vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 18 às 20 horas.





blog comments powered by Disqus