terça-feira, 20 de maio de 2008

1.931.693 habilitações na telefonia celular em abril

Com 1.931.693 novas habilitações na telefonia celular, abril de 2008 registrou crescimento de 1,54%. O número de habilitações de abril é 167,25% maior que as 722.799 adesões registradas no mesmo mês de 2007. É o maior número de adesões no ano e o segundo maior número de habilitações no mês de abril nos últimos dez anos. Em abril de 2005 foram registradas 2.155.139 habilitações. Com esse resultado, o Brasil chegou a 127.742.756 assinantes no Serviço Móvel Pessoal (SMP). Do total de acessos, 103.278.048 (80,85%) são pré-pagos e 24.464.708 (19,15%), pós-pagos.

Nos últimos 12 meses, o Brasil ganhou 24.867.520 novos assinantes, o que representa um crescimento de 24,17%. A consolidação dos números mensais da telefonia móvel estará disponível no portal da Agência Nacional de Telecomunicações (www.anatel.gov.br), na visão Sala de Imprensa, canal "Anatel em dados", item "Telefonia móvel".

Teledensidade - A tendência de crescimento da teledensidade do serviço móvel no País se mantém. Com crescimento de 1,42%, o Brasil alcançou o índice de 66,84. Comparado a abril de 2007, quando o índice era de 54,57, o crescimento foi de 22,48%. A teledensidade é o indicador utilizado internacionalmente para demonstrar o número de telefones em serviço em cada grupo de 100 habitantes.

O Distrito Federal continua liderando a teledensidade móvel brasileira, com índice de 123,02 - ou seja, 1,23 telefone para cada habitante. Comparado com o mês anterior, o índice apresentou, em abril, crescimento de 1,81% (era 120,83). O Rio de Janeiro, segundo colocado no ranking, cresceu 1,47% (subiu de 82,07 para 83,27). Em terceiro no indicador, o Mato Grosso do Sul tem índice de 81,28 e apresentou crescimento de 1,57% (era de 80,03).

Sergipe (índice de 66,53 e crescimento de 2,53%), Maranhão (índice de 30,02 e crescimento de 2,42%) e Piauí (índice de 38,37 e crescimento de 2,09%) obtiveram as melhores taxas de crescimento do indicador no mês de abril. Em 12 meses, Roraima (índice de 50,68), Sergipe e Maranhão ficaram no topo do ranking com taxas de crescimento de 40,71%, 39,22% e 37,19%, respectivamente.

A região Norte lidera agora o crescimento da densidade em 12 meses. Nesse período, a teledensidade cresceu 29,58%, alcançando o índice de 49,81 (era de 38,44 em abril de 2007). O Nordeste teve a segunda maior taxa de crescimento no período (28,87%) e agora tem índice de 52,74 (era de 40,92 em abril de 2007). Sudeste (índice de 74,29), Centro-Oeste (índice de 83,18) e Sul (índice de 73,17) registraram crescimento de 22,06%, 17,74% e 16,03%, respectivamente.

Mercado - A prestadora Vivo permanece na liderança do mercado brasileiro de telefonia móvel, com 27,20% de participação - era 27,28% em março. A TIM, com 25,85% de participação (era 25,87%) mantém a segunda colocação. A Claro, com 24,75% (era 24,78%), continua no terceiro lugar.

A Oi, na quarta colocação, registrou 13,96% (era 13,78%) de participação de mercado. A Telemig Celular/Amazônia Celular, em quinto, apresentou redução de 4,29% para 4,22%, enquanto a 14-BrasilTelecom GSM aumentou a participação de 3,64% para 3,66%. A CTBC Telecom Celular (de 0,31% para 0,30%) e a Sercomtel Celular (0,06%) possuem a menor participação, mantendo praticamente os mesmos índices registrados nos quatro meses anteriores.

A tecnologia GSM continua em expansão e na liderança do mercado, com 105.690.937 acessos (82,74%). A tecnologia CDMA tem 18.093.579 acessos (14,16%), e a TDMA, 3.946.001 (3,09%). A tecnologia analógica AMPS possui apenas 12.239 acessos (0,01%).

Fonte: ANATEL




blog comments powered by Disqus