segunda-feira, 17 de março de 2008

BBB 8 - Prêmio Cara-de-Pau do Ano

Parece que o post-protesto de ontem "Foi na cara" não foi muito compreendido, inclusive ele é continuação desse "Não entendi". Então vou tentar fazer uma versão humorada, mas já vou logo lembrando que eu sou totalmente desprovido de “graça”.

Primeiro, assista Gyselle indo ao confessionário, ontem, votar.



Como podem observar, o procedimento de ir ao confessionário para tratar de assuntos que envolvem o Big Fone é totalmente NOVO. Eu não lembro de nenhum participante que foi ao confessionário para se posicionar, sendo que tinha atendido o Big Fone (presta atenção, tô falando do Big Fone, hem!). Mas OK, gente. Lembrem-se quem manda é o Boninho, se ele quis assim é assim e ponto final.

Chegando no confessionário, não sei porque cargas d’água o meu “querido amigo” Pedro Bial já começou com explicações. Gyselle nem fechou a porta ele já começou a falar.

Primeiro, o Big Fone não ordenou nada a Gyselle. A mensagem pedia para ela indicar alguém e como de praxe deu a possibilidade dela “desistir” ciente que se auto-indicaria.

Agora que eu escrevi esse “auto-indicaria” que eu pensei, será que se a Gyselle tivesse contado o que era a pulseira pra alguém, ela apenas votaria individualmente em si mesma ou ela estaria no Paredão? Isso acho que nem Deus sabe. Só Zeus mesmo.

Depois que conseguiu fechar a porta e se sentar Bial continuou falando não dando nem tempo para a pobre coitada respirar (igual essa frase sem pontuação nenhuma, rs). A mesma, já estava com uma cara de “nossa o que tá acontecendo, posso me sentar primeiro”.

Ai vem o pedido de clemência do apresentador. Gyselle se você quiser você pode ir até a sala e contar o que era o Big Fone. Traduzindo: “Por favor, Gyselle, temos muitos funcionários, mas nenhum deles percebeu essa burrada. Não denuncie, o que já está mais que visível, nossa incompetência”.

Gyselle que não é boba nem nada pergunta: “Mas... ele (Marcos) está no Paredão, não é isso?”. Bial mais cara-de-pau do que nunca gagueja e diz: “Não. É o seu voto que foi anunciado... talvez isso tenha confundido você...”.

Bom, se isso foi uma “mera confusão”, Gyselle não se confundiu sozinha. Ela e o resto do planeta se confundiram juntos. Tirando claro o prepotente... ops... poderoso Boninho, que sempre está certo. Gente põe uma coisa na cabeça, ele sempre está certo, sempre. “Não discuta, hem! Se tá ouvindo!!!” huahaua.

Deve ter sido a mesma confusão que "nós" fizemos quando assistimos o Felipe sambar dentro da cabine e o sensor não acusar. Ou então, na mesma prova, quando assistimos a Juliana desmaiar, mas o diretor não. Inclusive fez questão de anunciar que ela tinha sido eliminada e que o Marcelo era o novo líder. Ai ele (diretor) foi ao banheiro, deu uma cagada, ligou para a mulher, pediu um Big Mac, esperou entregar, comeu e... quando voltou (20 minutos depois) ele resolveu mandar uma equipe médica, só por precaução, para ver se estava tudo bem lá na casa.

Vou parar de ser irônico só por um minuto. Já que somos otários mesmo, vamos ver o quanto. Vamos supor que houve um caso de ambigüidade ou mesmo uma falha na comunicação, ok? Isso seria plausível num programa que tem uma equipe gigante, com três diretores, três produtores, roteiristas, escritores... além de claro nosso brilhante-intelectual-escritor-pensador PEDRO BIAL.

Ninguém foi capaz de perceber a possível falha ou ambigüidade?


Agora brincadeiras, raiva, broncas e nervosismo à parte, vocês não acham que o Bial merece o Prêmio Cara-de-Pau do Ano?

Eu queria pessoalmente entregar o troféu a ele. Ficaria em pé batendo palmas por meia-hora, porque ele merece.

Ah propósito, eu acho que já que "somos" idiotas mesmo, não deveríamos votar mais em nenhum paredão. Eu já adotei essa postura!




blog comments powered by Disqus