segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Ano Novo 2007-2008 - Australia

Reuters

Reuters

Reuters

Reuters

Reuters

Reuters

Reuters




Superbad - É Hoje (Superbad)

Sinopse: Evan (Michael Cera) e Seth (Jonah Hill) são amigos inseparáveis, que estão terminando o colegial. Eles vão para faculdades diferentes e, desta forma, são obrigados a se separar. Evan é amável, esperto e normalmente aterrorizado com o que acontece à sua volta, enquanto que Seth é desbocado, frívolo e obcecado pela sexualidade. Cada um de sua forma, eles precisarão superar suas frustrações com as mulheres no fim desta fase de suas vidas.

Nota:






domingo, 30 de dezembro de 2007

Projeto torna obrigatório valor do imposto em nota fiscal

A Câmara analisa o Projeto de Lei 1472/07, do Senado, que torna obrigatória a divulgação do percentual de impostos na composição do preço das mercadorias e serviços em notas fiscais ou painéis eletrônicos. Pela proposta, a apuração do valor dos tributos deverá feita em relação a cada mercadoria ou serviço, separadamente, com a discriminação de todos os impostos federais, estaduais e municipais.

O objetivo é permitir que o contribuinte tenha informação objetiva sobre os recursos que serão destinados ao Poder Público, quando adquire qualquer tipo de mercadorias ou contrata serviços.

Pela proposta, os cupons e notas fiscais deverão conter o percentual referente aos seguintes tributos:
- Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS);
- Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS);
- Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
- Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou Relativas a Títulos e Valores Mobiliários (IOF);
- Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza (IR);
- Contribuições Sociais para o Programa de Integração Social (PIS) e para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep);
- Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);
- Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico sobre a Importação e a Comercialização de Petróleo e seus Derivados, Gás Natural e seus Derivados e Álcool Etílico Combustível (Cide-combustíveis).

O texto regulamenta o artigo 150 da Constituição Federal, que exige a discriminação dos tributos nas notas fiscais. O projeto altera ainda o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8078/90).

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Defesa do Consumidor; Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votado pelo Plenário.

Íntegra da proposta:
- PL-1472/2007

Fonte: Agência Câmara
Link original da notícia, clique aqui.




Call center gratuito poderá se tornar obrigatório

A Câmara analisa o Projeto de Lei 643/07, do deputado Elismar Prado (PT-MG), que obriga fornecedores de bens e serviços a manter centrais de atendimento telefônico gratuito ao consumidor - os chamados call centers. De acordo com o projeto, é fornecedor a pessoa física ou jurídica que desenvolva atividades de produção, montagem, criação, construção, transformação, importação, exportação, distribuição ou comercialização de produtos ou prestação de serviços. Ficarão excluídas da obrigatoriedade as micro e pequenas empresas.

Segundo o projeto, o consumidor deverá ser imediatamente informado do tempo estimado para seu atendimento ao ligar para a central da empresa. Além disso, o atendimento automatizado só poderá ser utilizado para a prestação de informações simples, que não exijam nenhum detalhamento. O texto estabelece ainda que a nova lei entrará em vigor 180 dias depois de sua publicação oficial.

A proposta altera o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90) e determina também que todas as ligações atendidas pela centrais de atendimento deverão ser gravadas e armazenadas pelo prazo mínimo de 120 dias pelo fornecedor.

Infrações
Os infratores ficaram sujeitos às sanções administrativas de multa; apreensão ou inutilização do produto; cassação do registro do produto junto ao órgão competente; proibição de fabricação do produto; suspensão de fornecimento de produtos ou serviço; suspensão temporária de atividade; revogação de concessão ou permissão de uso; cassação de licença do estabelecimento ou de atividade; interdição, total ou parcial, de estabelecimento, de obra ou de atividade; intervenção administrativa; imposição de contrapropaganda.

Na opinião do autor da proposta, é "imprescindível a disponibilidade das centrais de atendimento telefônico gratuito ao consumidor, para que este possa exercer plenamente seus direitos". Ele ressalta que a privatização dos serviços de telecomunicações e a conseqüente elevação das tarifas fez com que muitas empresas substituíssem os telefones 0800 por linhas de número 0300, cujas ligações são cobradas. Além disso, Prado lembrou que houve a disseminação dos atendimentos automatizados que "além do custo da tarifa, impõem grande perda de tempo e constrangimento aos usuários".

Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:
- PL-643/2007

Fonte: Agência Câmara
Link original da notícia, clique aqui.




sábado, 29 de dezembro de 2007

Peruibe - SP, 29/12/2007

Peruibe - SP | 29/12/2007 | Foto: Gregori Pavan

Via: Celular Sony Ericsson K550i




Peruibe - SP, 29/12/2007

Peruibe - SP | 29/12/2007 | Foto: Gregori Pavan

Via: Celular Sony Ericsson K550i




Peruibe - SP, 29/12/2007

Peruibe - SP | 29/12/2007 | Foto: Gregori Pavan

Via: Celular Sony Ericsson K550i




sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Peruibe - SP, 27/12/2007

Peruibe - SP. Foto tirada dia 27/12/2007, por Gregori Pavan.

Via: Celular Sony Ericsson K550i




domingo, 23 de dezembro de 2007

Frase do dia

Nenhum homem se sente bem sem sua própria aprovação.
Mark Twain (Samuel Langhorne Clemens Twain) escritor, humorista EUA 1835-1910




quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Jovem recebe conta de celular de US$ 73 mil

TORONTO - Um jovem que usou o celular como modem para acessar à web recebeu uma conta de US$ 73 mil.

Piotr Staniaszek, 22, que trabalha com testes de poços de petróleo e gás natural na região rural noroeste da província de Alberta, conquistou atenção da mídia internacional esta semana quando seu pai procurou a imprensa para se queixar do valor da conta telefônica do filho.

O pai de Staniaszek, também chamado Piotr Staniaszek, disse que seu filho acreditava que poderia usar seu novo telefone como modem para o computador, como parte de um plano de acesso ilimitado à internet por 10 dólares canadenses ao mês, em um pacote da Bell Mobility, uma divisão da Bell Canada.

Ele baixou filmes e outros arquivos de alta resolução, sem saber das tarifas em que incorreria.

"Ele às vezes está trabalhando no campo, sozinho no barracão. O que deveria fazer? Beber vodca ou usar a Internet?", dise Staniaszek pai à Reuters na quinta-feira, de Calgary, Alberta.

"Agora, a conta é de 85 mil dólares (canadenses), e ninguém tinha avisado", afirmou.

Staniaszek pai afirmou que a Bell Mobility havia concordado em reduzir a conta a 3,4 mil dólares canadenses, por "boa vontade".

"Mas ainda é demais. Quem pode pagar tudo isso?", questionou, acrescentando que seu filho mal consegue manter em dia os pagamentos da picape que comprou para o trabalho, e que continuará a disputar a conta.

Um porta-voz da Bell disse que o plano não previa download de arquivos para um computador, e que tal condição estava previsto explicitamente no contrato.

Staniaszek disse que seu filho não queria falar com a imprensa, depois do interesse despertado por sua história, e que ele tinha medo de usar o celular e ter de pagar mais tarifas por interurbanos.

Fonte: INFO
Link original da notícia, clique aqui.




Consumidores encontram lagarta em barra de cereais Nutry

Na noite do dia 2, a aposentada Rosângela de Lourdes Pereira estava comendo uma barra de cereais da marca Nutry. Quando já havia consumido quase todo o produto, percebeu algo caminhando em seus lábios. Passou a mão e levou um susto ao perceber que era um bicho, uma lagarta viva. Rosângela cuspiu na embalagem o que ela ainda tinha na boca, matou a lagarta e lacrou o produto. Durante a madrugada, teve crises de vômito e diarréia. "Acho que engoli muita lagarta", desabafa.

  Marcelo Sant'Anna/EM

No dia 3, pelo serviço de atendimento ao consumidor, a consumidora informou à atendente o que havia ocorrido. Segundo a funcionária da empresa, um representante da Nutry faria contato no prazo de 72 horas, mas isso só ocorreu no dia 6. Nessa ocasião, a representante da Nutry disse que já estava providenciando a troca do produto. Como não recebeu nenhuma manifestação da empresa, Rosângela foi ao Juizado Especial de Relações de Consumo, que exigiu uma série de documentos para ajuizar uma ação. O atendimento foi reagendado para janeiro. "Já telefonei várias vezes para a Vigilância Sanitária, que está sempre informando um novo telefone para eu ligar. Cheguei à conclusão de que o consumidor está totalmente desprotegido", reclama.

Rosângela relata que sempre comprava barras de cereais Nutry para ela e a mãe, de 81 anos. "Não compro nada da marca nunca mais. E estou fazendo propaganda boca a boca e via e-mail contrária à empresa para todo mundo que conheço", diz. Segundo ela, no sacolão próximo à sua casa o comerciante deixou de vender barrinhas da Nutry por causa do mesmo problema.

A psicóloga aposentada Lucia Helena Monteiro Machado passou por situação semelhante há cerca de 20 dias. A diferença é que não chegou a consumir o produto. Logo que abriu a embalagem da barra de cereais Nutry, ficou surpresa ao ver o aspecto da mesma: saíam dela minhoquinhas do tipo das que se acha em goiabas. Lúcia verificou a data do vencimento e era 2008. "Antes, comia as barrinhas até no escuro, no cinema, quando não tinha tempo de fazer um lanche antes da sessão. Agora, perdi a confiança no produto e joguei fora, sem abrir as que tinha em casa. Acho que é falta de higiene e de controle de qualidade", ressalta. O Estado de Minas enviou as reclamações das consumidoras para a Nutrimental, empresa que fabrica as barras de cereais Nutry, mas não obteve resposta.

Falha
Para Ana Luisa Ariolli, supervisora institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste), no caso de larvas nas barras de cereais houve falha no controle de qualidade durante o processo de fabricação ou envase do produto. "É inconcebível que uma empresa ponha no mercado um alimento com esse tipo de componente", diz. Ela ressalta que, entre os direitos básicos estabelecidos pelo Código do Consumidor (CDC), estão a proteção à vida, à saúde e à segurança. Assim, os fornecedores não podem pôr no mercado nenhum produto que infrinja essas regras.

"Produtos que têm grau de periculosidade intrínseca, como o álcool, devem ter todos os alertas na embalagem. Quando o produto não tem essa característica intrínseca, mas passa a ser nocivo à saúde, caracteriza acidente de consumo", explica. A advogada orienta o consumidor a entrar em contato com órgãos de defesa, Vigilância Sanitária e fabricante. As mercadorias devem ser retiradas do mercado para análise e o fabricante deve promover uma intensa campanha publicitária alertando a população para os riscos.

Ana Luisa ressalta que o fabricante responde por todos os danos causados pelo produto, independentemente de culpa. "A partir do momento em que o fornecedor põe o artigo no mercado, ele é responsável se alguma coisa der errado", reforça. Se o consumidor tiver alguma despesa médica por causa da ingestão do alimento, terá direito ao ressarcimento. Por isso, todos os comprovantes devem ser guardados. "Além do dano material, o consumidor também poderá ter direito à indenização por dano moral", afirma. Isso pode ocorrer se uma pessoa passar mal ou tiver intoxicação depois de ingerir comida numa festa, por exemplo. A advogada ressalta outro ponto chave do CDC, que possibilita a inversão do ônus da prova, ou seja, a empresa é quem tem de provar que o seu produto não tem problema, e não o contrário.

Telefones úteis para tirar dúvidas e fazer denúncias:
Procon Assembléia: (31) 3293-9299
Procon municipal de BH: (31) 3277-9503
Delegacia de Defesa do Consumidor: (31) 3275-1887
Juizado Especial de Relações do Consumo: (31) 3271-4499

Fonte: Jornal Estado de Minas. Publicado em 17 de dezembro de 2007.


        Eu entrei em contato com a Nutrimental, fabricante da barra de cereais Nutry, e a empresa enviou o seguinte Comunicado:

"Nutrimental S/A Industria e Comércio de Alimentos, em respeito aos seus consumidores e clientes vem a público esclarecer fatos sobre a reportagem que tratou das barras de cereais Nutry, de sua fabricação, veiculada no jornal Estado de Minas, no dia 17 de Dezembro de 2.007 , no caderno do consumidor:

1) – Nutrimental utiliza-se dos mais rigorosos controles de qualidade em todos os estágios de produção das barras de cereais Nutry e de todos os seus produtos, observando a legislação vigente e as boas práticas de fabricação recomendadas pelos organismos que tratam do assunto;
2) – Todas as instalações industriais da Nutrimental são fiscalizadas mensalmente pelas autoridades da Vigilância Sanitária que emite certificação de regularidade sobre os procedimentos adotados nos seus processos produtivos;
3) – As plantas industriais possuem os mais modernos e eficazes mecanismos para evitar qualquer espécie de contaminação em seus produtos, inclusive por insetos, devidamente aprovados pelas autoridades sanitárias;
4) – Todas as ocorrências detectadas de presença de contaminação por larvas de insetos foram exaustivamente investigadas pelos técnicos da Nutrimental, com a colaboração de laboratórios renomados, e mesmo de autoridades públicas, e as conclusões indicam que em todos os casos a contaminação ocorreu depois da saída de seus produtos do estabelecimento industrial da Nutrimental;
5) – Em casos investigados detectou-se que houve penetração de insetos, por perfuração externa da embalagem, ocorrida fora das instalações da Nutrimental;
6) – Nutrimental S/A, empresa com 39 anos de tradição na indústria alimentícia, pioneira na fabricação de barras de cereais, sendo a marca Nutry hoje sinônimo desta categoria, garante aos seus consumidores a qualidade e sanidade de seus produtos e afirma que não há qualquer motivo que possa desacreditar a segurança de seu consumo."

Última atualização: 03/01/2008 às 14:19




Natal 2007 - Gramado

Natal 2007 | Vila de Natal - Gramado - RS | Foto: Edison Vara/PressPhoto.
Vila de Natal - Gramado - RS
Foto: Edison Vara/PressPhoto.

Natal 2007 | Vila de Natal - Gramado - RS | Foto: Edison Vara/PressPhoto.
Vila de Natal - Gramado - RS
Foto: Edison Vara/PressPhoto.

Natal 2007 | Vila de Natal - Gramado - RS | Foto: Edison Vara/PressPhoto.
Vila de Natal - Gramado - RS
Foto: Edison Vara/PressPhoto.

Natal 2007 | Grande Desfile - Gramado - RS | Foto: Cleiton Thiele/PressPhoto.
Grande Desfile - Gramado - RS
Foto: Cleiton Thiele/PressPhoto.

Natal 2007 | Fábrica De Natal - Gramado - RS | Foto: Edison Vara/PressPhoto.
Fábrica De Natal - Gramado - RS
Foto: Edison Vara/PressPhoto.

Natal 2007 | Abertura Acendimento das Luzes - Gramado - RS | Foto: Gustavo Vara/PressPhoto.
Abertura Acendimento das Luzes - Gramado - RS
Foto: Gustavo Vara/PressPhoto.




quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Já são raridades... por Gregori Pavan

Máquina Fotográfica Kodak Mickey | Foto: Gregori Pavan
Máquina fotográfica que eu ganhei em um aniversário. É da Kodak, uma versão da Disney - para os meninos  Mickey e para as meninas Minnie. Funciona, porém acho que não vende mais o "filme".

Walkman Casio | Foto: Gregori Pavan Walkman Casio | Foto: Gregori Pavan
Walkman da Casio. Pra quem não sabe ou não se lembra, é um player portátil que toca fitas K-7 e rádio AM/FM. Ganhei também de aniversário, a muito tempo a trás claro. Funciona ainda... rs.

Discman Citizen | Foto: Gregori Pavan
Discman da Citizen, foi o meu 2º discman. Toca CD, CD-R, CD-RW, CD em MP3, rádio AM/FM e ainda carrega a pilha. Esse não é tão antigo assim, e não foi de aniversario não, comprei com meu dinheiro (foi caro... rs). Não funciona mais, mas eu tenho guardado, com o fone e a fonte.

Disquetes 3,5" | Foto: Gregori Pavan
Isso são disquetes 3,5", que eu me livrei ontem. O PC novo nem tem mais entrada pra isso... rs. Claro que eu não os usava a muito tempo, mas estavam guardados... e hoje os últimos 97 foram para o lixo.

Faltou ainda os milhões de CDs da AOL e os disquetes de 3½, que eu não sei onde estão.




Diários de Motocicleta (The Motorcycle Diaries)

Sinopse: Che Guevara (Gael García Bernal) era um jovem estudante de Medicana que, em 1952, decide viajar pela América do Sul com seu amigo Alberto Granado (Rodrigo de la Serna). A viagem é realizada em uma moto, que acaba quebrando após 8 meses. Eles então passam a seguir viagem através de caronas e caminhadas, sempre conhecendo novos lugares. Porém, quando chegam a Machu Pichu, a dupla conhece uma colônia de leprosos e passam a questionar a validade do progresso econômico da região, que privilegia apenas uma pequena parte da população.

Nota:




O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias

Sinopse: 1970. Mauro (Michel Joelsas) é um garoto mineiro de 12 anos, que adora futebol e jogo de botão. Um dia sua vida muda completamente, já que seus pais saem de férias de forma inesperada e sem motivo aparente para ele. Na verdade os pais de Mauro foram obrigados a fugir por serem de esquerda e serem perseguidos pela ditadura, tendo que deixá-lo com o avô paterno (Paulo Autran). Porém o avô enfrenta problemas, o que faz com que Mauro tenha que ficar com Shlomo (Germano Haiut), um velho judeu solitário que é seu vizinho. Enquanto aguarda um telefonema dos pais, Mauro precisa lidar com sua nova realidade, que tem momentos de tristeza pela situação em que vive e também de alegria, ao acompanhar o desempenho da seleção brasileira na Copa do Mundo.

Nota:




terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Natal 2007 - Santos e Praia Grande

Natal 2007 | Shopping Parque Balneário - Santos - SP | Foto: Nanah Hase.
Shopping Parque Balneário - Santos - SP
Foto: Nanah Hase.

Natal 2007 | Shopping Parque Balneário - Santos - SP | Foto: Nanah Hase.
Shopping Parque Balneário - Santos - SP
Foto: Nanah Hase.

Natal 2007 | Litoral Plaza Shopping - Praia Grande - SP | Foto: Nanah Hase.
Litoral Plaza Shopping - Praia Grande - SP
Foto: Nanah Hase.




Natal 2007 - São Paulo

Natal 2007 | Rua Normandia | Foto: Alexandre Diniz.
Rua Normandia - São Paulo - SP
Foto: Alexandre Diniz.

Natal 2007 | Itaú Personalité - Av. Paulista | Foto: Caio Silveira.
Itaú Personalité - Av. Paulista - São Paulo - SP
Foto: Caio Silveira.

Natal 2007 | Praça Ramos | Foto: Alexandre Diniz.
Praça Ramos - São Paulo - SP
Foto: Alexandre Diniz.

Natal 2007 | Praça Ramos | Foto: Alexandre Diniz.
Praça Ramos - São Paulo - SP
Foto: Alexandre Diniz.

Natal 2007 | Praça Ramos | Foto: Alexandre Diniz.
Praça Ramos - São Paulo - SP
Foto: Alexandre Diniz.

Natal 2007 | Ibirapuera | Foto: Caio Silveria.
Ibirapuera - São Paulo - SP
Foto: Caio Silveria.

Natal 2007 | Ibirapuera | Foto: Caio Silveria.
Ibirapuera - São Paulo - SP
Foto: Caio Silveria.

Natal 2007 | Ibirapuera | Foto: Caio Silveria.
Ibirapuera - São Paulo - SP
Foto: Caio Silveria.

Natal 2007 | Árvore de Natal - Ibirapuera | Foto: Caio Silveira.
Árvore de Natal - Ibirapuera - São Paulo - SP
Foto: Caio Silveira.

Natal 2007 | Árvore de Natal - Ibirapuera | Foto: Caio Silveira.
Árvore de Natal - Ibirapuera - São Paulo - SP
Foto: Caio Silveira.

Natal 2007 | Árvore de Natal - Ibirapuera | Foto: Alexandre Diniz.
Árvore de Natal - Ibirapuera - São Paulo - SP
Foto: Alexandre Diniz.

Natal 2007 | Prefeitura | Foto: Alexandre Diniz.
Prefeitura - São Paulo - SP
Foto: Alexandre Diniz.