segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Procon afasta diretora após "festinha" da Telefônica

O secretário da Justiça de São Paulo, Luiz Antônio Marrey, afirmou ontem em ofício considerar "inaceitável" o recebimento de presentes por parte de funcionários da Fundação Procon-SP. Na última quinta, mais de 100 funcionários ligados à entidade participaram de encontro de intercâmbio com palestras, almoço e brindes patrocinados pela Telefônica.

Marrey determinou a abertura de processo administrativo para investigar o fato, e ontem mesmo o Procon-SP -órgão da Secretaria da Justiça- afastou a diretora de atendimento, Miriam Trevisan Nassif, e sua assistente (cujo nome não foi divulgado), que seguirão com outras funções ao menos até o fim da investigação.

Miriam foi uma das premiadas no sorteio realizado após o almoço no hotel Mercure, em Santana, zona norte de SP, onde a Telefônica sorteou prêmios como aparelhos de DVD, telefones sem fio, pendrives e relógios de mesa. Ela disse que aceitou o prêmio para evitar um constrangimento e que ele seria devolvido ontem, conforme fez o Procon-SP por ofício.

Segundo ela, o objetivo no evento era dialogar com diretores da empresa visando melhorar o atendimento ao consumidor e discutir formas de evitar o elevado número de reclamações sobre os serviços da empresa de telefonia.

Na capital paulista, conforme o último levantamento (2006), a empresa liderou o ranking do Procon com 11% das queixas (2.262), seguida da Vivo (1.076) e da Embratel (916). Entre as principais queixas estavam cobrança indevida e serviços não-solicitados.

Para Marrey, o recebimento de presentes significa "aceitar vantagens indevidas de empresas fiscalizadas". Ele determinou que fossem tomadas providências para apuração das responsabilidades e devolução dos presentes. O relógio de mesa e o pendrive ganhos pelas funcionárias da fundação afastadas do cargo, ambos com marca Telefônica, foram devolvidos.

Segundo a Telefônica, o objetivo da reunião era um intercâmbio de informações "que permitam o aprimoramento constante do atendimento e dos serviços prestados". A empresa informou ainda que realiza periodicamente reuniões de discussão e que, além de informar sobre melhorias e projetos em andamento, recebe sugestões e críticas do Procon. Em nota, a Telefônica disse ontem que decidiu constituir uma comissão para investigar o caso e apurar responsabilidades.

A diretoria-executiva do Procon-SP disse que não tinha conhecimento de que o evento teria qualquer tipo de confraternização ou de sorteio.

Mas não foram apenas os brindes sorteados anteontem que a Telefônica ofereceu. Carlos Coscarelli, assessor chefe da diretoria-executiva do Procon, disse que, "apesar do longo relacionamento", a empresa se inclui entre as que insistem em distribuir brindes.

"Algumas já deixaram de fazer isso", disse, em razão de os presentes serem devolvidos por ofício. "Mas a Telefônica está sempre mandando alguma coisa para os funcionários", como panetones. "A gente vem sempre, polidamente, tentando contornar essa situação."

Coscarelli afirmou na quinta-feira que os presentes apenas não foram devolvidos no evento porque criaria um constrangimento grande e porque o objetivo era melhorar o relacionamento, e não piorá-lo.

Prefeituras
A decisão do governo estadual não significa obrigatoriamente que os Procons municipais irão seguir a orientação, já que são geridos pelas prefeituras, têm autonomia e apenas são conveniados à fundação.

No evento estavam presentes representantes de cidades da região metropolitana e interior, como Mauá, Itu, Mogi das Cruzes, Pirapora, Diadema, Barueri, Cotia, Santana do Parnaíba e Osasco, além da capital.

O Procon de Itapecerica da Serra, por exemplo, afirmou que seguirá as orientações da Fundação Procon. Outros não se manifestaram, como o de Santo André. Sua gerente, Doroti Cavalini, havia dito na quinta que a participação no evento não altera a conduta do Procon em relação à empresa e que o órgão seguirá atuante na defesa do consumidor.

Fonte: Folha de São Paulo
Link original da notícia, clique aqui.


Leia mais:

07/12/2007 - Telefônica promove "festinha" para o Procon

08/12/2007 - Intercâmbio a ser evitado

08/12/2007 - Procon afasta diretora após "festinha" da Telefônica




blog comments powered by Disqus