terça-feira, 2 de outubro de 2007

Justiça paulista anuncia fim do Diário Oficial em papel

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) anunciou que a partir desta segunda-feira (1º/10) o Diário Oficial do Poder Judiciário não terá mais exemplares impressos, somente a versão eletrônica.

O tribunal gasta anualmente cerca de R$ 5 milhões com a versão impressa. O Diário Oficial encerrou sua versão impressa na 183º edição deste ano, completando 77 anos de funcionamento.

Como acessar
O Diário de Justiça eletrônico pode ser acessado pelo site www.dje.tj.sp.gov.br e será dividido em 5 cadernos:

• caderno 1 - Administrativo
• caderno 2 - Judicial - 2ª instância
• caderno 3 - Judicial - 1ª instância - capital
• caderno 4 - Judicial - 1ª instância - interior
• caderno 5 - Editais e leilões

Os cadernos podem ser lidos na íntegra ou por meio da busca avançada, onde o usuário digita a palavra que quer localizar e o próprio sistema faz a busca. Qualquer pessoa pode ter acesso gratuitamente, pois não há necessidade de senha. Os prazos processuais continuam a ser contados a partir do primeiro dia útil seguinte ao da publicação.

Sempre estarão disponíveis as sete últimas edições do DJE. Caso o usuário queira edições anteriores terá que pagar uma taxa por hora de acesso. A tecnologia utilizada na elaboração do DJE atende aos mais rigorosos quesitos de segurança, com certificação digital.

Meio ambiente
No Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), o diário oficial de papel também está com os dias contados. A versão eletrônica já está disponível pela Internet e a previsão é que até o fim de outubro a versão impressa seja totalmente extinta.

Com uma tiragem média de 10 mil exemplares, deixarão de ser gastas 17 toneladas de papel com a extinção do jornal. O TJ paulista estima uma economia de 340 árvores por edição, segundo o critério da ONG ambiente Brasil —cada 50 quilos de papel significa uma árvore a menos derrubada.

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul já possui o diário oficial eletrônico como único meio para suas publicações oficiais. Implantado há mais de um ano, o diário oficial eletrônico conviveu com a versão impressa em seus primeiros 30 dias de existência.

Fonte: Última Instância
Link original da notícia, clique aqui.




blog comments powered by Disqus